Especialistas do setor elétrico nacional são contra a venda da Eletrobras

setembro 19, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Durante debate na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado, nesta terça-feira (19), que discutiu a privatização do setor elétrico e suas consequências para o desenvolvimento regional, representantes do setor elétrico nacional se declaram contrários à decisão do governo federal de privatizar a empresa. 

Durante o governo do presidente Lula, a Eletrobras apresentou lucro em todos os anos – cerca de R$ 2 bilhões por ano, em média. Em 2016, a empresa apresentou lucro de R$ 3.4 bilhões e, este ano, já registrou lucro de R$ 1.7 bilhão. 

Para a presidente da Comissão, senadora Fátima Bezerra, a privatização da empresa vai fazer com que o país perca o controle sobre o setor energético, que ficará em mãos da iniciativa privada, inclusive estrangeira. A parlamentar lembra também que privatização da empresa colocará em risco a segurança hídrica de grande parte da população. “Não podemos aceitar que um setor que exerce tanto impacto no desenvolvimento econômico, social e tecnológico no Brasil seja destruído, para cobrir déficits de caixa do governo. Querem vender a Eletrobras a preço de banana para o capital estrangeiro", enfatizou Fatima, que lamentou a ausência de representantes do governo no debate. 

Luiz Pinguelli Rosa, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e ex-presidente da Eletrobras, destacou que a empresa tem papel estratégico nos rumos da eletricidade do país. “Eletricidade é uma coisa séria, além de ser um componente essencial para o desenvolvimento de uma nação. Ela atende as famílias, ela atende os hospitais“, disse. “A privatização causará um efeito negativo e aumentará as tarifas. De forma alguma, podemos esperar que as tarifas serão barateadas com a privatização”, garantiu. 

Soberania Nacional
O diretor-presidente do Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (CERNE), Jean-Paul Prates, salientou a importância da empresa para a segurança nacional do país e para o desenvolvimento nacional. “A Eletrobras é muito especial. Não estamos falando de uma geradora, ou de um complexo de geradoras, ou de uma quantidade de linhas. Estamos falando do sistema elétrico brasileiro, do principal operador, implantador e mantenedor de energia do sistema elétrico nacional”.

A audiência pública da CDR contou também com a presença da secretária de Energia da Confederação Nacional dos Urbanitários, Fabíola Latino Antezana, e do conselheiro de Administração da Cemig, Nelson José Hubner Moreira.
Image and video hosting by TinyPic

PESQUISA CNT/MDA TAMBÉM TIRA DORIA DO PÁREO EM 2018

setembro 19, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
A pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira, que apontou o crescimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a vitória dele em todos os cenários, também traz um efeito colateral: ela praticamente mata a candidatura de João Doria Júnior, o prefeito de São Paulo que praticamente abandonou o cargo para fazer campanha presidencial; Doria vinha usando o argumento de que era mais competitivo do que seu padrinho Geraldo Alckmin para tentar tomar seu lugar; no entanto, os dois tiveram percentuais praticamente idênticos: Alckmin, com 8,7%, e Doria, com 9,4%; ou seja: ambos estão empatados, na margem de erro, o que significa que Alckmin, com a máquina tucana nas mãos, será o candidato – Doria, agora, terá que governar São Paulo, onde o lixo se acumula nas ruas

247 – A candidatura presidencial de João Doria Júnior pode ter morrido nesta terça-feira.
A pesquisa CNT/MDA divulgada nesta manhã, que apontou o crescimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a vitória dele em todos os cenários (leia aqui), também traz um efeito colateral: ela praticamente liquida a candidatura de Doria, o prefeito de São Paulo que praticamente abandonou o cargo para fazer campanha presidencial.
Doria vinha usando o argumento de que era mais competitivo do que seu padrinho Geraldo Alckmin para tentar tomar seu lugar.
No entanto, os dois tiveram percentuais praticamente idênticos: Alckmin, com 8,7%, e Doria, com 9,4%. Ou seja: ambos estão empatados, na margem de erro, o que significa que Alckmin, com a máquina tucana nas mãos, será o candidato – Doria, agora, terá que governar São Paulo, onde o lixo se acumula nas ruas.
Confira abaixo os cenários de primeiro e segundo turnos:
Com Alckmin: Lula 32,0%, Jair Bolsonaro 19,4%, Marina Silva 11,4%, Geraldo Alckmin 8,7%, Ciro Gomes 4,6%, Branco/Nulo 19,0%, Indecisos 4,9%.
Com Doria: Lula 32,7%, Jair Bolsonaro 18,4%, Marina Silva 12,0%, João Doria 9,4%, Ciro Gomes 5,2%, Branco/Nulo 17,6%, Indecisos 4,7%.
Lula versus Alckmin: Lula 40,6%, Geraldo Alckmin 23,2%, Branco/Nulo: 31,9%, Indecisos: 4,3%.
Lula versus Doria: Lula 41,6%, João Doria 25,2%, Branco/Nulo: 28,8%, 
Indecisos: 4,4%.

Bolsonaro versus Alckmin: Jair Bolsonaro 28,0%, Geraldo Alckmin 23,8%, Branco/Nulo: 40,6%, Indecisos: 7,6%.
Bolsonaro versus Doria: Jair Bolsonaro 28,5%, João Doria 23,9%, Branco/Nulo: 39,2%, Indecisos: 8,4%.
Image and video hosting by TinyPic

FACHIN REJEITA PEDIDO PARA DEVOLVER 2º DENÚNCIA CONTRA TEMER À PGR

setembro 19, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, negou nesta terça-feira, 19, pedido de Michel Temer para que fosse devolvida à procuradoria-Geral da República a segunda denúncia de Rodrigo Janot contra o peemedebista, por organização criminosa e obstrução de Justiça

247 - O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, negou nesta terça-feira, 19, pedido de Michel Temer para que fosse devolvida à procuradoria-Geral da República a segunda denúncia de Rodrigo Janot contra o peemedebista, por organização criminosa e obstrução de Justiça.

Fachin indeferiu o pedido sob argumento de que o pleno da Corte máxima já está promovendo o julgamento de questão de ordem sobre o pedido da defesa do presidente para que uma nova acusação não pudesse ser protocolada antes que fosse terminada a avaliação da validade da delação da JBS. Este julgamento teve início na sessão da semana passada, mas acabou interrompido e será retomado nesta quarta-feira, 20.
Image and video hosting by TinyPic

Suspeito de maltratar e desviar aposentadoria da própria mãe é preso em Natal

setembro 19, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Suspeito de maltratar e desviar a aposentadoria da própria mãe é preso em Natal. (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)
Prisão aconteceu nesta segunda-feira (18) no bairro Planalto, Zona Oeste da cidade.

U m homem suspeito de maltratar e desviar a aposentadoria da própria mãe foi preso na tarde desta segunda-feira (18) no Planalto, Zona Oeste da capital.

Geladeira quase vazia, alimentos vencidos, cozinha e quartos cheios de entulhos. Foi assim que os policiais civis da Delegacia de Proteção ao Idoso (DEPI) encontraram a casa de uma senhora de 70 anos.

A polícia recebeu denúncias de que a mulher, apesar de receber uma aposentadoria, vive nessas condições porque é vítima de extorsão e maus tratos do próprio filho. Ele tem 34 anos, foi preso em flagrante, mas nega os crimes.
A delegada da DEPI, Ana Paula Diniz, conta que o suspeito disse cuidar bem da idosa. A vítima nega. “Ele diz que ajuda sua mãe plenamente, nega maus tratos, nega a negligência, bem como nega o desvios de proventos. Ele diz que usa o dinheiro em favor da mesma, o que foi dito de forma inversa pela mãe, e os vizinhos corroboram com o que está escrito na denúncia e com as palavras da vítima”, disse.

O filho da idosa já responde pelo crime de receptação. Ele foi preso anos atrás com um carro roubado e estava em liberdade condicional. Agora, pode ser indiciado por quatro crimes, como o agravante de violência psicológica prevista na lei Maria da Penha.

De acordo com a delegada Ana Paula, casos como este são comuns na delegacia do idoso e o agressor quase sempre é alguém da família. “São bem recorrentes, esses casos. Inclusive os de negligência, maus tratos e desvio de proventos dos idosos, geralmente por membros da própria família”, conclui.

DO G1 RN
Image and video hosting by TinyPic

Governador do RN é denunciado em processo que apura desvio de recursos na Assembleia Legislativa do estado

setembro 19, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Robinson Faria, governador do Rio Grande do Norte (Foto: Thyago Macedo/G1)
Denúncia chegou ao gabinete do ministro Raul Araújo, do STJ, nesta segunda-feira (18) e aguarda decisão. Assessores de Robinson Faria também podem se tornar réus.

O governador do Rio Grande do Norte, Robinson Mesquita de Faria (PSD), foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) nesta segunda-feira (18). A denúncia é baseada em uma operação que apurou tentativa de obstrução das investigações sobre desvios de recursos na Assembleia Legislativa do estado (ALRN). Ela está no gabinete do ministro Raul Araújo, do Superior Tribunal de Justiça, que é o relator do caso. As informações foram confirmadas pelo STJ.

A denúncia ainda vai passar pela apreciação da Corte Especial do STJ, que vai definir se a recebe ou não. Ainda não há data prevista para isso. Se aceita, Robinson se tornará réu. O colegiado é formado pelos 15 ministros mais antigos no tribunal e é o responsável por julgar casos que envolvem governadores.

Junto com Robinson Faria, foram denunciados os servidores Magaly Cristina da Silva e Adelson Freitas dos Reis, assessores de confiança do governador e presos por uma operação da Polícia Federal no dia 15 de agosto. Na ocasião, o governador também foi alvo de mandados de busca e apreensão.

O advogado José Luis Oliveira Lima, que representa Robinson Faria, foi procurado pelo G1 e afirmou que só irá se manifestar após ter acesso à denúncia.

A operação Anteros apurou manobras ilegais por parte de Robinson Faria e de servidores do governo potiguar para impedir investigações sobre os desvios na Assembleia Legislativa.
Os dois são suspeitos de tentar comprar o silêncio da ex-procuradora da assembleia, Rita das Mercês, a mando do governador. O objetivo seria impedir que ela firmasse acordo de delação premiada com o Ministério Público para denunciar os desvios de recursos, mas a ex-procuradora não cedeu e firmou acordo de delação com o MPF.
Rita e seu filho, Gustavo Villarroel, são listados como testemunhas na denúncia oferecida.

Delação

Na delação, Rita das Mercês afirmou que o governador Robinson Faria (PSD) embolsou cerca de R$ 100 mil por mês, entre 2006 e 2010, através da contratação de servidores fantasmas na AL. Robinson começou a presidir a Assembleia em 2003. De acordo com a delatora, a partir de 2006 ele passou a determinar a inclusão, na folha de pagamento, de pessoas que "não exerciam quaisquer funções no órgão, com o único objetivo de desviar recursos públicos oriundos de suas remunerações em favor do presidente e de outras pessoas".

Rita afirmou que inicialmente foram nomeadas pessoas para cargos em comissão que existiam na estrutura do Legislativo, mas que não exerciam nenhuma atividade. O pagamento era feito por meio de cheques-salário que eram descontados pelo envolvidos no esquema dentro de uma agência na própria assembleia e eram repassados ao governador através de assessores dele.
Segundo a delatora, quando não havia mais cargos disponíveis na AL, o então presidente mandou que fossem incluídas pessoas na folha para recebimento de gratificações. Quando esse tipo de nomeação também se esgotou, o grupo encontrou outra solução para continuar os desvios.

"A terceira modalidade de desvio surgiu em razão da inexistência de cargos comissionados livres e da extrapolação do número de gratificações passíveis de serem concedidas. Diante deste cenário, de acordo com Rita das Mercês, Robinson Faria determinou a arregimentação de pessoas e a simples inclusão na folha de pagamento, sem que fossem nomeadas para algum cargo ou mesmo designados para o recebimento de gratificação", diz o documento.

As investigações contra o governador Robinson Faria surgiram a partir da Operação Dama de Espadas, do Ministério Público Estadual, que apurava a existência de servidores fantasmas na Assembleia Legislativa. O filho de Rita das Mercês, Gutson Reinaldo, foi o primeiro a fechar acordo de delação premiada. Como ele citou o governador Robinson Faria, que tem foro privilegiado, o caso chegou ao Superior Tribunal de Justiça. Um dos principais alvos da operação, a ex-procuradora procurou diretamente o MPF para propor a delação. Outro filho dela, Gustavo Villarroel, também fechou acordo.

DO G1 RN
Image and video hosting by TinyPic

Nova Secretária de Mulheres do PT-RN fala sobre a luta pela igualdade de gênero

setembro 18, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
A nova Secretária de Mulheres do PT-RN, Divaneide Basílio, eleita em votação realizada no último sábado, 16, sabe que, num contexto de avanço do conservadorismo, recrudescimento do machismo e retrocessos em todas as áreas, pautar o debate sobre a igualdade de gênero, com todas as suas implicações éticas, sociais e políticas, não vai ser uma missão fácil. Mas esse é um desafio que não assusta a ela que, além de petista, é socióloga, educadora popular e primeira suplente de vereadora em Natal.

Nesta entrevista, concedida em meio a uma reunião da Executiva do PT, Divaneide fala sobre o desafio de estar à frente da Secretaria de Mulheres, a luta contra os retrocessos da Era Temer e as ideias para lutar contra a onda conservadora, machista e misógina que se espalha pelo Brasil.

Qual o significado da sua eleição e quais as prioridades à frente da Secretaria de Mulheres do PT-RN?

Divaneide: Representa a continuação do fortalecimento do feminismo no PT, a partir do reconhecimento das identidades e das diversidades das mulheres. Para nós, será fundamental garantir essa associação do lugar social das mulheres, da atualização da pauta feminina, bem como o lugar de raça e classe. Queremos trazer para a roda, com muita força, as mulheres jovens, negras e LGBT’s. Valorizar o que já temos de legado e ampliar, ouvindo as comunidades, as mulheres rurais, reconhecendo e fortalecendo as trajetórias.

O país vive um contexto de retrocessos em matéria de direitos sociais, econômicos e políticos com o pós-golpe de 2016. As mulheres são, talvez, o segmento mais afetado, inclusive pelos efeitos das reformas anti-povo do governo Temer. Como reagir a isso?

Divaneide: O papel da Secretaria de Mulheres é construir estratégias, em primeiro lugar, para enfrentar os efeitos do golpe, lutar pela restauração, afirmação e consolidação da democracia e construir a nossa organização interna, mas, sobretudo, priorizar a participação feminina nas disputas eleitorais gerais.

A luta pelos direitos das mulheres, conquistados a duras penas nos últimos anos, sem dúvida, é uma das causas mais importantes, porque a população feminina foi o segmento mais fortemente atingido pelas consequências do golpe misógino de 2016.

O aumento da violência física, psicológica e simbólica contra a população feminina, bem como a ausência de aparato governamental para proteção das mulheres, além de ser um fato que precisa ser constantemente denunciado, demonstra a dimensão do nosso desafio. Não é possível continuar ignorando o crescimento do feminicídio, a cultura do estupro nem o extermínio da juventude negra, que tem deixado mães órfãs dos seus filhos e produzido jovens viúvas em série nas comunidades pobres das nossas cidades.

A retirada de direitos no campo da assistência social, por exemplo, produz um efeito perverso sobre as mulheres, porque, com isso, o país voltou a figurar no mapa mundial da fome, atingindo diretamente as mulheres das periferias urbanas e das comunidades rurais. Além disso, temos a ameaça da reforma previdenciária, o desmonte das políticas públicas implantadas nos governos Lula e Dilma e a desestruturação das Secretaria Nacional de Mulheres sinalizam para um contexto de muita luta e resistência. Portanto, temos na ordem do dia a necessidade de nos inserirmos na agenda de lutas e de pautar os movimentos sociais a partir da luta das mulheres.

As mulheres são, notoriamente, sub-representadas nos espaços políticos, mesmo sendo maioria entre a população brasileira. Como é possível reverter essa desproporção?
Divaneide: A participação das mulheres na política, como sabemos, já é bastante reduzida, mas pode ficar ainda menor com a reforma em curso. Caso esse projeto em discussão no parlamento federal seja aprovado, fica praticamente impossível falar em ampliação dos espaços políticos das mulheres. Precisamos investir na formação política, disputar os valores na sociedade e garantir que internamente nos fortaleçamos. Para isso, é essencial assegurar o exercício pleno da paridade de gênero para que tenhamos condições de participar das disputas pelos rumos da sociedade.

A luta contra as múltiplas formas do machismo está na pauta do dia. Como você pretende trabalhar essa questão e romper a bolha da esquerda para conquistar novos públicos para essa bandeira?

Divaneide: Não podemos hesitar no enfrentamento ao machismo e ao patriarcado. Nossa sociedade se mantém, tradicionalmente, alicerçada em valores que fortalecem e favorecem a supremacia masculina. Essa supremacia se expressa na cultura do sexismo, da misoginia e da negação ao reconhecimento da igualdade de gênero. Isso sem falar em outras manifestações da opressão, como o preconceito de classe, o racismo contra as mulheres negras e a discriminação contra as companheiras trans e lésbicas.

A construção dessa cultura de múltiplas opressões é reforçada por ideais como o projeto “Escola sem Partido”, que visa interditar o debate intelectual, escolar e acadêmico sobre essas questões, fortalecendo assim o modelo que se baseia essencialmente na desigualdade de gênero. Isso equivaleria a naturalizar as diversas formas de violência a que nós, mulheres, estamos submetidas – simbólica, física, sexual.

É importante ressaltar que essas ideias não surgem ao acaso, mas, ao contrário disso, têm um lastro histórico, político e social. O próprio golpe contra a presidente Dilma Rousseff simboliza esse machismo, por não ter se tratado apenas de um golpe parlamentar e jurídico, mas, sobretudo, sexista e misógino.

Qual a importância de debater o feminismo a partir da perspectiva de raça e de classe?

Divaneide: Discutir feminismo a partir da identidade racial e de classe é fundamental para entendermos que há, sim, um importante legado das mulheres em todas as ondas feministas, mas é preciso retomar a história de construção social do país, a desobstrução do papel da mulher negra no país e no mundo , como assinala Ângela Davis, segundo quem, ao ser escravizada, a mulher negra torna-se trabalhadora de tempo integral e perde o direito, por exemplo, de criar seus próprios filhos, fato que ainda ocorre na atualidade com o trabalho doméstico.

Então, há diversas pautas importantes, como a divisão sexual do trabalho, saúde sexual e reprodutiva e saúde mental das mulheres, mas quando se trata de recuperar a história sabemos que, quase sempre, as mulheres negras não ocupam lugar central. É só olhar para o aumento das mulheres negras no sistema carcerário, bem como a baixa participação das mulheres negras nos espaços de poder.

Temos que ampliar nossa pauta e ampliar o diálogo com as comunidades e grupos sociais e os movimentos de mulheres que pautam as questões de gênero e raça. A tarefa é grande e requer mais sororidade entre nós mulheres, para que possamos ampliar o diálogo através dessa pauta interseccional.

Fotos: Vlademir Alexandre.
Image and video hosting by TinyPic

São José de Mipibu - Vereadora Carla Simone solicita Médico Pediatra para UBS de Japecanga

setembro 18, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
A contratação de um Médico Pediatra para a Unidade Básica de Saúde (UBS) da comunidade de Japecanga, é proposição da vereadora Carla Simone por meio da Indicação nº 181/2017, que solicita ao Poder Executivo junto a Secretaria Municipal de Saúde a viabilização do mesmo.

A vereadora Carla Simone relatou que a contratação de um Médico Pediatra para atender a comunidade é de suma importância, uma vez que o especialista é dedicado à dar assistência as crianças e adolescentes, nos seus diversos aspectos, inclusive, preventivos. 

A vereadora destacou ainda, que a solicitação se deu à inúmeros pedidos das mães da comunidade de Japecanga.

"Peço que o Poder Executivo junto à Secretaria Municipal de Saúde se sensibilize com tal necessidade da nossa comunidade e atenda nossa solicitação ", finalizou a vereadora Carla Simone.
Image and video hosting by TinyPic

Governo do RN anuncia pagamento de servidores que ganham entre R$ 3 mil e R$ 4 mil

setembro 18, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Governo anunciou pagamento de quem ganha entre R$ 3 mil e R$ 4 mil (Foto: Thyago Macedo)
O governo do Rio Grande do Norte anunciou que vai depositar nesta terça-feira (19) o pagamento da folha de agosto, aos servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem entre R$ 3 mil e R$ 4 mil.

Ainda não há data prevista para o pagamento dos salários de quem recebe acima R$ 4 mil. "Será realizado o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos", informou a administração estadual, em nota.

O montante pago nesta terça soma R$ 51.370.510,23. No último dia 9, foram pagos os vencimentos de quem recebe até R$ 3 mil. Além destes, servidores da Educação e dos órgãos da administração indireta, que têm arrecadação própria, também receberam dinheiro.

De acordo com o governo, com a realização do depósito nesta semana, 80,49% do funcionalismo público terá recebido integralmente seus vencimentos, o que dá um valor total de R$ 190.925.074,92.
Image and video hosting by TinyPic

Agentes penitenciários prendem suspeitos de furto em ônibus de Natal

setembro 18, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Motorista parou ônibus em frente a CDP e pediu ajuda de agentes para prender suspeitos (Foto: Halana Araújo)
Dois homens foram presos na manhã desta segunda-feira (18), enquanto furtavam passageiros de um ônibus da linha 30, no bairro Candelária, Zona Sul de Natal. Uma das vítimas percebeu a ação e avisou ao motorista, que parou o veículo em frente ao Centro de Detenção Provisória localizado no bairro.

O caso aconteceu por volta das 9h30 na avenida Prudente de Morais, uma das mais movimentadas da cidade.

"O motorista parou em frente ao CDP e ficou sinalizando com as mãos, buzinando para os agentes que estavam na parte de fora do prédio", afirma a diretora do CDP, Halana Araújo. Os agentes penitenciários entraram no ônibus e abordaram os suspeitos.

Com a dupla, foram encontrados três celulares, documentos de uma das vítimas e cerca de R$ 300 reais em várias notas e moedas. Todo o material estava dentro dos bolsos.

Uma equipe do 5º Batalhão da Polícia Militar foi ao local para realizar a prisão em flagrante. Os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes com testemunhas.
Image and video hosting by TinyPic

Robinson Faria diz que edital de concurso da PM será publicado em 30 dias

setembro 18, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
O Governador Robinson Faria anunciou o que o edital do concurso da Polícia Militar será publicado em até 30 dias. O anúncio foi feito durante solenidade da PM na manhã desta segunda-feira (18). De acordo com o chefe do Executivo estadual, o governo tem feito esforços para melhorar a segurança pública no Rio Grande do Norte com a busca de aportes financeiros para "vencer a crise" e promoção de Policiais Militares para "renovar o ânimo da corporação". 

Questionado sobre o déficit da tropa a despeito das promoções feitas e a necessidade de concurso, o governador afirmou que "um concurso de 3 mil vagas está sendo planejado". Ele disse que em 30 dias o edital deve sair. "O concurso somará quase 3 mil novos policiais, somando todas as corporações, que dará uma folga (no déficit). Não é o ideal, mas é o que eu tenho ao meu alcance hoje, de acordo com a lei e a condição financeira do estado", disse.

"Já busquei com o presidente Temer mais recursos para a segurança do estado. São equipamentos de segurança, tecnologia, recursos para diárias operacionais e para ajudar na realização do concurso. Somados, são R$ 300 milhões", afirmou o governador.

Ele ressaltou que tem andado pelos estados e conversado com as respectivas polícias militares para ter informações sobre planos  de segurança diante da crise financeira. "Em alguns estados, disse que estava fazendo promoções aos PMs e eles pediram 'Robinson, venha ser governador daqui' porque há muitos anos estão sem", declarou frente toda a plateia da Polícia Militar, no salão nobre do Comando.

Robinson destacou que as promoções serão "permanentes" e irão além do seu governo. "Um dia eu já não serei mais governador, mas o legado ficará para a polícia com as promoções que hoje faço", disse. "E todos lembrarão que eu, enfrentando a maior crise financeira do país, fui um governador amigo e parceiro da PM porque me esforcei para melhorar a corporação", completou
Image and video hosting by TinyPic

Corpo do apresentador Marcelo Rezende é sepultado em São Paulo

setembro 17, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Corpo de Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, em São Paulo 
Cerimônia na zona sul da capital foi restrita aos familiares

O corpo do apresentador Marcelo Rezende foi sepultado por volta das 16h40 neste domingo (17), no Cemitério de Congonhas, zona sul de São Paulo. Os familiares e amigos do jornalista acompanharam de perto a cerimônia, assim como os fãs que se concentraram em volta do local.
O corpo do jornalista Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17), no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, em cerimônia fechada para amigos e familiares. Rezende faleceu neste sábado (16), aos 65 anos, vítima de um câncer. O sepultamento foi marcado por muita emoção 
Sueli Borba, de Belém do Pará, chegou neste sábado (17) em São Paulo para encontrar familiares, mas quando soube da morte de Marcelo Rezende, resolveu reservar o domingo para acompanhar o enterro do jornalista.
Após ter sido velado na Assembleia Legislativa de São Paulo, na região do Ibirapuera, o corpo de Marcelo Rezende seguiu em carro aberto do Corpo de Bombeiros até o Cemitério de Congonhas, em cortejo acompanhado por centenas de fãs 
- Em todas as TVs em que ele esteve, eu estava acompanhando. Eu o acompanho desde sempre.
Corpo de Marcelo Rezende foi levado pelos Bombeiros até o Cemitério de Congonhas
Luis Antônio Rozo, motorista de ônibus em São Paulo, aguardou por mais de uma hora no cemitério pelo momento do sepultamento. Ele contou que considerava Rezende um amigo e se emocionou, dizendo que as tardes ficarão vazias sem o jornalista. 
A cerimônia de sepultamento foi acompanhada apenas por amigos e familiares do jornalista 
- Ele era amigo de todo mundo. Ele não gostava de mentira. Ele era duro na queda.
O enterro de Marcelo Rezende foi marcado por forte emoção 
O casal Nelson e Vera Faustino, do bairro paulistano Jardim Luso, também estava no local e contou que era um ritual da tarde acompanhar Marcelo Rezende no programa Cidade Alerta, já que ela é dona de casa e ele, aposentado. Eles queriam acompanhar o enterro do jornalista, mas chegaram atrasados. Ainda assim, fizeram questão de deixar um buquê de flores no local onde Rezende foi sepultado. Vera conta que era fã do bordão “Corta pra mim!” e começou a acompanhar o Rezende desde que ele veio para a Record TV.
Amigos e familiares se reuniram para um último adeus 
- Eu adorava o programa dele, as brincadeiras dele. Acho que tudo o que ele fez era para ajudar as pessoas. 
A cerimônia foi fechada para amigos e familiares e o público se concentrou na entrada do cemitério 
O velório

Rezende morreu neste sábado (16), aos 65 anos, em decorrência de um câncer. O velório do jornalista da Record TV aconteceu neste domingo, na Assembleia Legislativa de São Paulo, e foi aberto ao público. Desde as 10h da manhã, os admiradores formaram uma fila para chegar perto do corpo de Rezende e dizer seu último adeus. 
Fãs acompanharam a chegada do corpo de Marcelo Rezende ao Cemitério de Congonhas, na Zona Sul da Capital 
Além dos fãs e familiares, colegas de trabalho estiveram na Assembleia para se despedir de Rezende. Entre eles, Percival de Souza, Fabiola Gadelha e Luiz Bacci, colegas do apresentador no Cidade Alerta. Apresentadores, empresários e profissionais de televisão também acompanharam o velório. Celso Russomanno, companheiro de Rezende na Record TV, diz ter perdido não só um companheiro de trabalho, como um grande irmão. 
Marcelo Rezende faleceu neste sábado, aos 65 anos 
- Ele estava sempre preocupado com quem estava à volta dele, tanto que ele sempre dava atenção pra todo mundo e, às vezes, deixava de lado a si mesmo. E apesar de ser bravo, ser duro, era um cara incapaz de fazer mal para uma formiga. O Marcelo deixou um grande exemplo de como ser um bom jornalista e de como se reinventar. A cada momento, ele se reinventou. O que eu posso dizer é que eu perdi um grande amigo, um grande companheiro de trabalho e um irmão de consideração. 
O enterro do corpo do jornalista foi realizado neste domingo (17) no Cemitério de Congonhas 
Já o jornalista Roberto Cabrini, do SBT, relembrou os 35 anos de amizade trilhados com o apresentador do Cidade Alerta. Os dois trabalhavam juntos muito antes de brilharem na televisão.
Amigos e familiares acompanharam o cortejo fúnebre 
— Nós começamos juntos em mídia impressa, depois fazíamos jornalismo esportivo, mas almejávamos o jornalismo investigativo e depois a ancoragem. Era um amigo muito especial. Com ele, eu comentava as grandes reportagens, as mudanças pelas quais a televisão brasileira passava e continua passando. Ele deixa uma marca extraordiária, que é um jeito diferente de fazer telejornalismo. 
Marcelo Rezende foi sepultado neste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, em São Paulo 
Às 14h, o saguão da Assembleia foi fechado para o público e pouco mais de 100 pessoas — entre amigos e familiares — permaneceram no local. Ainda assim, uma multidão de fãs continuou aglomerada do lado de fora do prédio e, sob um calor de 31°C na capital paulista, não deixou de homenagear Marcelo Rezende com gritos de "Corta pra mim, deu trabalho pra fazer!" e "Marcelo, eu te amo!".
do R7 
O enterro foi marcado por muita emoção 

Os amigos e familiares presentes bateram palmas para Marecelo Rezende 

O enterro foi marcado por muita emoção 

Corpo de Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, em São Paulo 

Corpo de Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, em São Paulo 

Corpo de Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, em São Paulo 

Corpo de Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, em São Paulo 

Corpo de Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, em São Paulo 

Corpo de Marcelo Rezende foi sepultado na tarde deste domingo (17) no Cemitério de Congonhas, em São Paulo 
Image and video hosting by TinyPic

Geraldo Luis sobre Marcelo Rezende: "Ninguém suportaria o que suportou"

setembro 17, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Colega de trabalho e melhor amigo do jornalista Marcelo Rezende, o apresentador Geraldo Luis usou seu perfil no Instagram para fazer uma homenagem especial ao companheiro, que morreu no fim da tarde de sábado (17).

“Fim...Amei ser seu amigo, amei tornar seu irmão. Amei aprender com você, amei caminhar com você em noites de esperança e fé. Amei nossos momentos de dor e amor, amei ser chão quando nem eu tinha. Amei ouvir você no silêncio daquele quarto. Amei sentir o que sentiu... esperança que tudo daria certo”, escreveu na legenda de foto em que aparece com o amigo.

Geraldo também detalhou a importância de Rezende para sua vida. “Algo nos moveu juntos, e escolhi aceitar suas escolhas por ser um sábio da vida. Amei ter você como Pai... irmão, colega de trabalho e professor. Você sempre estará em mim, VIVO! A morte nunca matará o amor, nunca. A vida me deu você, mas agora levou, para uma vida melhor e sem dor”, acrescentou. 

No trecho seguinte do longo texto compartilhado na rede social, o apresentador defende Marcelo Rezende por sua decisão de não se passar por quimioterapia. Diagnosticado com câncer de pâncreas que já havia se espalhado para o fígado, o jornalista optou por um tratamento alternativo que tem base em uma dieta com restrição de açúcares. 

"Ninguém suportaria o que você suportou e em silêncio aliado a sua fé inabalável que me fez sentir um nada perto de tudo que você sentia. A Deus meu infinito obrigado por ter miseravelmente servido você, mesmo quando nada mais podia dar”, afirmou.

Por fim, Geraldo Luis destacou sua decisão de apoiar o melhor amigo até o fim. “Apenas... Eu estou aqui... como você mesmo disse: Nós vamos juntos até o final. Fomos... até um dia, meu irmão. Pensa num cara feliz em ter tido você! EU. Um dia o mundo saberá desses meses que você lutou, brigou e escolheu. Um guerreiro que mesmo sem armas, lutou! Do teu irmão que te ama. Geraldo, o Seu Shrek”, concluiu.

Confiante em sua recuperação, o âncora utilizava as redes sociais para se comunicar frequentemente com seus fãs que o acompanhavam pela web. Recentemente, Marcelo surpreendeu o Brasil ao surgir em um vídeo compartilhado em seu perfil no Instagram com um aspecto ainda mais debilitado. 
Image and video hosting by TinyPic

Namorada compartilha despedida de Marcelo Rezende: "Continuaremos juntos"

setembro 17, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Luciana Lacerda, namorada de Marcelo Rezende, emocionou internautas ao compartilhar no Instagram foto de sua despedida do jornalista, que morreu no fim da tarde de sábado (16), em São Paulo.

Na imagem registrada no hospital, a companheira de Rezende aparece de mãos dadas com o jornalista. “Assim continuaremos juntos @marcelorezende.oficial ... Só eu e vc sabemos o que fomos um para o outro, nada e ninguém mudará a nossa história. Te amo para sempre meu guerreiro. Descanse em paz”, escreveu na legenda.

Nos comentários, os seguidores de Luciana desejaram força para superar o momento difícil. “Que Deus ilumine sempre sua vida”, disse internauta. “Meus sentimentos, que Deus conforte o coração de vocês”, acrescentou outra. “Deus cuide de tudo”, resumiu mais uma.
Marcelo Rezende morreu aos 65 anos cerca de seis meses após anunciar que sofria de um câncer de pâncreas que já havia se espalhado para o fígado. 

O apresentador optou por não passar por quimioterapia, e passou a adotar um tratamento alternativo que tem base em uma dieta com restrição de açúcares. 

O jornalista, que registrou passagens pelas maiores emissoras do país e é reconhecido por importantes reportagens policiais, estava internado desde quarta-feira (13), em hospital na capital paulista, com um quadro de pneumonia.

O corpo é velado neste domingo (17) em velório aberto ao público na Assembleia Legislativa de São Paulo.
Fonte: TV Fama
Image and video hosting by TinyPic

Familiares, amigos e fãs dão adeus a Marcelo Rezende em velório

setembro 17, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
O corpo de Marcelo Rezende é velado neste domingo (17) na Assembleia Legislativa de São Paulo. Nas primeiras horas da manhã, o espaço foi aberto apenas aos familiares e amigos mais próximos. Os portões foram abertos para o público em geral às 10h.

Além da multidão de fãs que foi até o local para dar adeus ao jornalista e apresentador, personalidades como Luiz Bacci, considerado pupilo de Rezende, também fizeram questão de despedirem-se. Colegas de emissora, Xuxa Meneghel e Fábio Porchat enviaram coroas de flores.

O repórter Márcio Canuto, conhecido por sua irreverência, estava bastante abatido. O presidente da RedeTV!, Amilcare Dallevo Jr. e o Superintendente de Jornalismo e Esportes da RedeTV!, Franz Vacek, também prestaram suas últimas homenagens.

O velório segue até cerca de 15h. Em seguida, o corpo será levado para o Cemitério de Congonhas, onde será sepultado em uma cerimônia reservada.

Marcelo Rezende morreu no fim da tarde de sábado (16), aos 65 aos, em São Paulo. Ele estava internado desde quarta-feira (13) com um quadro de pneumonia e tinha sido diagnosticado há cerca de seis meses com câncer de pâncreas em estado avançado, com comprometimento do fígado.
Fonte: RedeTV/TV FAMA
Amilcare Dallevo Jr. (Foto: AgNews)
Márcio Canuto (Foto: AgNews)
Familiares de Marcelo Rezende (Foto: AgNews)

(Foto: AgNews)
Veja também: Jornalistas da RedeTV! lamentam morte de Marcelo Rezende
Image and video hosting by TinyPic

Marcelo Rezende morre aos 65 anos em São Paulo

setembro 16, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
Resultado de imagem para saúde de marcelo rezende
O jornalista Marcelo Rezende morreu neste sábado (16), aos 65 anos, na zona sul de São Paulo. Um dos maiores nomes do jornalismo brasileiro, o apresentador da Record TV lutava contra um câncer no pâncreas e no fígado desde o final de abril. A informação foi confirmada pelo Hospital Moriah, onde estava internado desde terça-feira (12).

O velório será aberto ao público e acontece a partir das 10h da manhã deste domingo (17), na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Com a coragem que o acompanhou ao longo da vida, o jornalista anunciou em rede nacional que estava com a doença. Durante uma entrevista ao Domingo Espetacular no início de maio, horas antes de ser internado pela primeira vez, Rezende disse que encararia a doença de frente.

O câncer agressivo o obrigou a deixar repentinamente o comando do Cidade Alerta, jornalístico que apresentava desde 2012. Foi nessa última etapa da carreira que Marcelo Rezende se reinventou como apresentador.

Novo jeito de apresentar
Entre denúncias e notícias sobre violência urbana, Marcelo Rezende encontrou espaço para o bom humor. Transformou os repórteres em personagens, deu apelidos à equipe técnica, colocou o comentarista Percival de Souza sentado num trono. Criou bordões que ganharam as ruas e já entraram para a história da TV brasileira. Um deles, o “corta pra mim”, virou título de sua autobiografia (Editora Planeta, 2013). Um breve resumo de uma vida rica de histórias.

Marcelo Rezende nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1951, fruto de um casal de baixa renda. Filho de um bancário e uma funcionária da aeronáutica, decidiu, aos 16 anos, se mudar para a Bahia e viver em uma comunidade hippie.

Talento reconhecido desde o início
Um ano mais tarde, ingressou no jornalismo por acaso, durante uma visita à redação do Jornal dos Sports, no Rio de Janeiro. Rezende tinha apenas 17 anos e foi convidado para trabalhar como repórter na cobertura de futebol. Foram o talento e as amizades que conquistou lá que o levaram para a Rádio Globo e, na sequência, O Globo. No jornal carioca, onde trabalhou por sete anos, teve a chance de ficar próximo do ídolo, Nelson Rodrigues.

Antes de chegar à televisão, o jornalista ainda passou pela revista Placar. Só então, em 1987, foi contratado como repórter esportivo pela TV Globo. Com pouco tempo na emissora carioca, migrou para o jornalismo investigativo — área que marcou a sua carreira profissional. Participou de coberturas importantes e saiu na frente em várias delas. Um exemplo é a investigação sobre a fuga de PC Farias, tesoureiro da campanha de Fernando Collor, em 1993.

Favela Naval: prêmios e debate internacional
Mas a matéria de maior repercussão na carreira do apresentador foi um caso de violência policial na Favela Naval, em Diadema, na grande São Paulo. A denúncia feita por Rezende em 31 de março de 1997 no Jornal Nacional causou indignação no País, rodou o mundo e colocou os direitos humanos na pauta da sociedade. Pelo trabalho, Rezende recebeu os prêmios APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e o Líbero Badaró.

No ano seguinte, o jornalista voltou a ser premiado no Líbero Badaró por uma denúncia de vendas de armas, também exibida no Jornal Nacional. Ele já havia conquistado, em 1994, o diploma de honra ao mérito do Festival de Filme e Televisão de Nova York pela reportagem Trabalho do Menor, exibida no Globo Repórter.

Linha Direta: o início como apresentador
A estreia como apresentador foi no Linha Direta, em 27 de março de 1999. O jornalista participou ativamente do projeto que colocou o programa policial que reconstituía crimes praticados por foragidos da justiça de volta à grade da Globo — a primeira versão, feita em 1990, durou só quatro meses no ar. De acordo com a emissora carioca, Rezende dizia que “a proposta do Linha Direta era, desde o princípio, condenar a impunidade e retratar os casos policiais com o máximo de verossimilhança”. Isso era possível pois, além de contar histórias, a atração incentivava os telespectadores a denunciar o paradeiro dos criminosos ou fornecer pistas que ajudassem na solução dos casos. O jornalista trabalhou sete meses montando uma equipe de 50 profissionais para colocar o programa no ar.

Rezende deixou a Globo e, em 2002, foi para a Rede TV!, onde assumiu a apresentação do telejornal policial Repórter Cidadão.

Em 2004, foi contratado pela Record TV, como apresentador da primeira versão do Cidade Alerta. Ficou até 2006, quando foi contratado novamente pela Rede TV! para ancorar o RedeTV!News, principal jornalístico da casa. Deixou a emissora em 2008. Dois anos depois, estreava na Band no comando do Tribunal na TV — atração nos mesmos moldes do Linha Direta.

Ainda em 2010, Rezende voltou para a Record TV, como repórter especial do Domingo Espetacular. No ano seguinte, virou apresentador do Repórter Record. Mas, em 2012, Marcelo Rezende reassumiu o comando do Cidade Alerta e, com uma dose de irreverência, mudou o jeito de fazer programa policial na televisão brasileira. A inovação deu certo e fez história. Em setembro de 2015, o vespertino venceu por pelo menos três vezes o Jornal Nacional, fato até então inédito na televisão. Quando não ficava na frente, por várias vezes o Cidade Alerta empatava no período de confronto direto entre os dois noticiários. Um marco histórico, já que, desde a estreia, em 1969, o Jornal Nacional sempre teve a liderança isolada de audiência.

O sucesso foi interrompido pela descoberta do câncer agressivo, em exame realizado em 28 de abril. Mesmo após o diagnóstico, Marcelo Rezende apresentou três edições do programa e fez questão de não abandonar a legião de fãs. Durante o período em que esteve fora do ar, usou as redes sociais para se manter em contato com o público. Em todas as mensagens, passou demonstrações de confiança e fé.

Marcelo Rezende deixa cinco filhos e uma neta.
Image and video hosting by TinyPic

Confira as novidades e ofertas da Redecon Espaço da Construção em São José de Mipibu

setembro 16, 2017Senador Georgino Avelino Minha Cidade
A Redecon Espaço da Construção em São José de Mipibu está sempre com várias novidades e ofertas, oferecendo aos clientes tudo para construção, do piso ao telhado. Lá você encontra maior estoque de pisos, azulejos, esquadrias, louças, metais sanitários, tintas e demais artigos para CASA E CONSTRUÇÃO entre as redes de varejo atuantes no mercado.
Fechadura Ext. Alav. 1000 - Silvana R$ 28,50. Caixa D´Água 1.000L Fortlev/Tigre R$ 209,00. Super Ducha 4 Temperaturas - Fame R$ 36,90. Cerâmica Cerbras Tipo A R$ 12,99. Torneira Lavatório 1193 C-23 - Bognar R$ 25,99. Cerâmica Cerbras Tipo C R$ 9,99. Tinta Super Demais 18L Hidrotintas - BR e BR Gelo R$ 59,90. Massa Corrida 27 KG Hidrotintas R$ 27,90.
Pia Inox 1,20M S/Válvula - Franke R$ 99,90. Telha Brasilit 2,13M x 0,50M R$ 12,99. Bomba Sapeca 220V Rayma R$ 165,99. Lum, Mult. 1x36 PT Taschibra R$ 45,99. Lavadora Alta Pressão 1200 220 Vonder R$ 327,99. Carro de Mão Galv. Power R$ 99,99. Kit Pintura 3 PÇS Atlas R$ 11,99. Cortador de Piso e Azulejo 75CM IRWIN R$ 166,99. CX. de Descarga BC Astra R$ 26,99. Aparador de Grama AP 1000 220V Tramontina R$ 233,99. Arm. Banheiro Herc BC R$ 28,99. Lavatório Suspenso Guarapari BC R$ 54,99. Listelo GS - 555 Giseli R$3,50/M. Assento Almofadado BC Extra R$67,99. Porta Lisa Duratex 60/70/80 MOGNO R$ 121,99. Kit Brasil Cromado R$ 26,99.
Visite a LOJA em São José de Mipibu, na Rua Jaime Sales, 178, Centro. Tel. 84 - 3273 2288.








Image and video hosting by TinyPic

NOSSA PÁGINA

Formulário de contato